fbpx
Vingadores, Hercules e a Jornada do Herói

Vingadores, Hercules e a Jornada do Herói

O QUE APRENDI COM OS VINGADORES

Você dever ter achado este título no mínimo estranho, não é mesmo?  
Vingadores? Aqueles do cinema que destroem tudo antes de salvar o mundo?! Esses mesmos, mas quando a gente está atento, aprende com tudo! 
No episódio final da saga, o time de heróis cabisbaixos e distantes está levando uma vida monótona, chata e sem sentido num mundo pós-apocalipse depois da derrota para o grande vilão quando, de forma completamente inesperada, surge uma possibilidade de mudança.  
Imediatamente, os heróis recuperam seu vigor, tiram o pó dos uniformes e partem rumo ao desconhecido. Era uma oportunidade única, e eles nada tinham a perder… porque não fazer uma última tentativa que poderia mudar o mundo? 

Nesse momento, entendemos o poder do PROPOSITO DE VIDA até mesmo nos filmes de herói! 
Mas este filme não é um caso isolado – e não é só no cinema que isso ocorre: talvez você não saiba, mas todos carregamos um herói em nosso interior, ele apenas espera o momento do chamado ao despertar. 

Os heróis modernos diferem muito pouco dos heróis da antiguidade: Hercules, Aquiles, Ulisses… todos eram apenas retratos arquetípicos da grande busca humana, todos eram (e ainda são) imagens daquilo que modernamente se chamou “A Jornada do Herói” – algo que não é uma exclusividade nem do cinema moderno, nem dos antigos mitos: é uma energia que permeia nossa Alma, como um chamado para SER MAIS do que o comum, para VIVER como semi-deuses – ou heróis – realizando coisas e fatos considerados dignos da admiração dos demais. E como consequência disso, inspirando através do próprio exemplo. 

Stan Lee, o criador dos personagens da Marvel, registrou em certa ocasião que seus personagens eram uma forma de mostrar que pessoas comuns podem sim fazer coisas incríveis, e mudar o destino de todos. 

Quando Bilbo Bolseiro foi chamado pelo Mago Gandalf para juntar-se a uma grande aventura, ele não fazia ideia do que iria encontrar. Mas sem a sua participação, a vitória dos anões não teria acontecido.  
Você não sabe quem foi Bilbo?  

Tudo bem, mas com certeza já ouviu falar de Gandhi. Ele também era apenas um cidadão anônimo, mas que acreditava em si mesmo a tal ponto, que levantando a bandeira da não-violência, triunfou libertando todo um país. 
Na América do Norte recente, outra voz humana que se eternizou recentemente foi Martin Luther King. Você também já deve ter ouvido falar dele, não? Pra muitos, ele também é considerado um herói. 
Lá na Palestina de dois milênios atrás, o “filho do carpinteiro” atuou por apenas 3 anos, mas sua obra mudou o mundo de forma tão intensa que até mesmo nosso calendário é baseado em sua vida: Antes de Cristo – Depois de Cristo. E em sua sabedoria ainda completou: “tudo que eu faço, vós também podeis fazer, e até mais”… 

PROPÓSITO DE VIDA é saber que somos todos chamados para sermos senhores de nossos destinos, co-criadores de nossos rumos e co-participes da vida dos demais. E sermos eternizados não pelo quanto acumulamos ou exibimos, mas pela diferença que podemos fazer na vida das pessoas! 

Vingadores, Hercules e a Jornada do Herói
Como posso saber se estou no caminho certo?

Como posso saber se minha jornada espiritual está no caminho correto? Existem sinais que posso identificar?

Vingadores, Hercules e a Jornada do Herói
Motivos pra se fazer Regressão a Vidas Passadas

Regressão é um método de cura, intenso, e que proporciona uma profunda abertura de consciência. Por isso, ela também tem Read more

Comente!

Rolar para cima