fbpx
2020 - o ano de exercitar a fé

2020 – o ano de exercitar a fé

Como aproveitar tudo o que estamos vivenciando em 2020 para nos aprimorar e crescer espiritualmente?

Algumas pessoas não vem a hora e mudar de ano pra ver se algo melhora, muda ou ainda “volta a ser como antes!”. Porem é fato que de agora pra frente a onda de mudança está atuando e precisamos aprender com ela.

Cada pessoa sentirá as mudanças com uma intensidade, assim o que para você pode ser tranquilo e simples, para seu colega pode parecer o fim do mundo, e para outras pessoas o sofrimento pode até mesmo trazer um desequilíbrio energético, criando assim doenças, falta de ânimo, cansaço, etc…       

Vivemos em um mudo de 3 dimensões e estamos submetidos às leis que regem este mundo, como lei de causa e efeito, carma e dharma, lei da atração e outras…

Antes de existir a internet, acessar informações era muito mais difícil! Precisávamos – muitas vezes – nos deslocar a longas distancias para conseguirmos aprender algo. Hoje tudo está mais simples e em apenas um clic do nosso mouse estamos dentro de uma biblioteca Universal de conhecimento, onde podemos acessar de tudo!!        

Porém saber de tudo, ler e aprender de tudo e não colocar em pratica não nos ajuda a aproveitar todo o fluxo energético que está acontecendo… quer você acredite ou não, ele está acontecendo!  

Se não temos o dia a dia, o fazer, a prática, nos tornamos uma estrutura vazia pois temos informações, mas sem conteúdo verdadeiro!

E como podemos então, tirar proveito de toda esta energia para nosso crescimento espiritual??

A primeira forma de utilizarmos este impulso energético que vai nos auxiliar no processo de crescimento espiritual, é compreender que ter um impulso que nos auxilia, nem sempre é ter nossa zona de conforto intacta, na verdade é bem o oposto! Este movimento interno de autoconhecimento, nos arranca da nossa zona de conforto, nos tira daquilo que para nós parece seguro, certo e que regia nossa vida até aquele momento!

E é nestes momentos, onde 2020 está vindo com tanta intensidade que digo que este ano é maravilhoso! Porque todo o movimento que está acontecendo vem para tirar-nos do dia a dia, da rotina e que, sem este movimento, muitos ainda estariam vivendo da mesma forma que antes, sem se questionar se é preciso mudar algo na vida, na dieta, nos relacionamentos, na sua forma de lidar com as pessoas, com sua família…

Esta era a zona de conforto: bastava continuar como um robozinho, trabalhando de forma mecânica, vivendo da mesma forma mecânica, sem olhar pra si mesmo. E esta é uma zona de perigo pra muitas pessoas, muitos fogem como o diabo da cruz do autoconhecimento, fogem de olhar pra si mesmos acreditando que este olhar traz mais sofrimento, que será pior e mais difícil lidar com a vida.

E é bem o oposto: quem acredita que será difícil lidar com a vida e não quer olhar, é justamente estes padrões condicionados, as crenças, os pensamentos enraizados, o medo de fazer algo novo e ter eu abrir mão de algo conhecido. São estes sentimentos, estas emoções que nascem dentro dessas pessoas – e que talvez esteja aí, dentro de você! – que as impedem de ir em frente e ter um real crescimento na sua consciência.

Entendendo que crescimento espiritual não quer dizer “iluminação”, mas sim se refere a autoconhecimento, auto consciência, perceber o que está acontecendo aqui e agora, no seu mundo interno.

É claro que muitas coisas acontecem fora de nós, mas seria muito egoísmo nosso acreditarmos que tudo o que acontece fora está baseado em nós ou acontece para nós!

Somos uma poeirinha cósmica neste planeta, somos muito pequenos. Estamos inseridos sim em todo este movimento, estamos dentro dele, então é como estarmos no mar. O mar está ali, ele existe, tem seu movimento natural, sua vida, mas estamos inseridos nele… se sabemos lidar com a situação e tomamos consciência do que está acontecendo, aproveitamos pra nos aprimorar: aprendemos a nadar, mergulhar, a termos mais tempo debaixo d’agua sem respirar. Porém se nos desesperamos não haverá solução, muito pelo contrário, será um grande pesadelo estar no mar!

Nosso desespero não vai mudar o movimento do mar!!!

O que fazemos dentro deste espaço (como no exemplo o mar) é que pode ser diferente, tomarmos atitudes com consciência ou não!

Quando falamos em transição planetária estamos dizendo que o PLANETA está fazendo esta transição, nós estamos dentro dele e obviamente vamos sentir!

Novamente: como aproveitar isso então?

Se olharmos tudo o que este ano nos trouxe e entramos nas estórias (nos identificamos), então vem o sofrimento e a dor. Porque temos pensamentos que dizem que deveria ser diferente, que horror isso, porque as pessoas isso… porque o governo aquilo… e etc..

Estes pensamentos não nos conduzem para lugar algum além da dor! Isso é a inconsciência, estar imerso nas estórias, sem se dar conta e se questionar: onde posso aproveitar isso, aonde está pra mim, qual meu papel nisso tudo!?

Quando tomamos consciência de que somos uma poeirinha cósmica e que podemos aprender e nos aprimorar e tomar mais consciência a cada segundo, em tudo o que acontecendo nosso dia, começamos a observar e questionar. A trazer a consciência pra nós. Paramos de espalhar nossa energia pra fora e de querer saber o que esta acontecendo fora, mas sim trazermos a consciência para o que estou sentindo, quais pensamentos estão em mim. Quais medos eu tenho, o que me deixa com raiva, o que me traz angustia, ansiedade… eu começo a me descortinar – EU A ME DESCORTINAR – não adianta eu querer saber do outro, eu preciso saber (cuidar) de mim.

A partir daí começamos a perceber que quando somos tirados da nossa zona desconforto – e o autoconhecimento faz isso – paramos de nos tornar vítimas. Paramos de colocar muita força e dizer que o problema é a crise financeira mundial e buscamos soluções, buscamos o aprendizado por traz de tudo – a beleza oculta!

Quantas mudanças estão acontecendo comigo devido a tudo o que está acontecendo fora de mim? O que se passa aqui dentro!?

E percebemos a grande tirada – de toda a humanidade – de sua zona de conforto.

Toda a humanidade saiu deste campo mecânico de alguma forma: mudança na forma de trabalho; mais tempo em casa e perceber que não tinha paciência com seus filhos; muitos casais tiveram que estar juntos e vivenciar seu dia a dia como nunca tinham feito antes e começaram a perceber atitudes, emoções, neles e nos seu companheiro(a) que não viam, pois não tinham tempo!!! Quantas pessoas perceberam que não estavam dando o devido valor aos idosos; quantos começaram a perceber o estresse do trânsito, o ir e vir, o movimento incessante e como isso era cansativo, machucando e nem percebiam que isso estava piorando sua saúde e bem estar!

Mas só conseguimos perceber o benefício por trás dos acontecimentos do dia a dia, quando paramos tudo e colocamos nossa percepção na consciência.

Este ano fomos colocados a prova: nossa fé, nossa confiança no Divino foi colocada aprova!

Num passe de mágicas, todos nos vimos envolvidos em uma pandemia e isso assustou muitas pessoas e percebemos que a vida é fácil de ser levada, quando chega a hora é rápido e não temos tempo…! E precisamos olhar pra dentro!

Fomos levados com mais intensidade a sairmos da ilusão e falsas ideias de: UM DIA eu terei tempo para meditar, para orar mais, me dedicar mais a minha família, cuidar mais da natureza, quando der tempo cuidarei mais da minha saúde… e de repente os seres humanos se viram SEM TEMPO! É justamente isso o que está acontecendo, nosso tempo está mudando – é só observar como foi este ano passou rápido e como, em outros momentos, parecia que o tempo parava!

Nestes momentos somos colocados a prova: será que você realmente confia em DEUS? Nesta energia Criadora que em todas as religiões diz que A TUDO PROVE, que não lhe falta nada quando você realmente tem fé e está fazendo o seu melhor, quando se dedica com seu coração.

E muitos perceberam que sua fé era bem menor que um grão de mostarda!

O Mestre Jesus já dizia: Basta ter a fé do tamanho de um grão de mostarda (e olha que é um grão bem pequenininho!) e moverás montanhas!

Fomos então, levados a olhar escancaradamente para nossa falta de fé, nossa falta de confiança no Divino.

Tivemos que encarar de forma muito clara e sem maquiagem como não temos confiança… muitos se desesperaram, se trancaram dentro de casa por mais de7 meses por medo de uma doença, por medo da morte… e o que é a morte!? Um ótimo tema para um proximo vídeo!! Rs

Voltarmos para nós mesmos, sentir nosso corpo, perceber as sutilezas, voltar nossa atenção para dentro, para nossas emoções… Mas mais que tudo: voltar nossa atenção para a FÉ!

Olhar com muita sinceridade e nos questionar: Eu confio e entrego?

Ou será que gostaria de confiar e entregar mas tenho um “medinho” de que não saia como eu gostaria?

Para aproveitarmos este “empurrão energético” que todo nosso planeta está recebendo agora e em todos os níveis, é preciso estarmos alinhados com nossa essência, é preciso ter um tempo para meditar todos os dias (não só “quando der”), mas não tem 10min no dia inteiro (24 horas!!) para parar, agradecer a vida, sentir o ar que respira, voltar para seu silêncio interno que nos traz leveza e paz!

Conectar com estas essências, com estas partes primordiais da alma, nos traz força, ânimo, coragem para seguirmos em frente e receber as informações que estão vindo e virão ainda mais!

Qualquer doença, mal estar ou preocupação, dificuldades na vida…você vai encontrar solução quando voltar a atenção para seu SER e desenvolver a FÉ e a CONFIANÇA!

Não uma confiança cega, onde se fica esperando que caia tudo nas mãos…

A confiança se fortalece quando somos verdadeiros conosco e com o mundo!

Neste momento em que decido ser verdadeira perante minha vida toda, não importa o que aconteça, estou fortalecendo minha fé e me ligando a minha essência, com esse lado sutil e espiritual, que nos impulsiona e nos protege em muitos momentos. E mesmo que aconteçam situações que parecem difíceis ou inimagináveis, que naquele momento não conseguimos ver solução, se estamos ancorados em nós, nossa energia não se dispersa. Quando isso não acontece, nossa energia vai para nossos pensamentos, e estes adoram no levar a sofrimentos e dores, criando um caos mental muito antes que ele possa ocorrer no mundo físico (vivenciamos uma dor que nem existe dentro de nossos pensamentos!).

Se estamos ancorados, fortalecemos com isso nossa conexão, nos permitindo sentir o que temos que fazer, e qual o aprendizado por traz da situação, trazendo consciência e crescimento daquele momento – e tudo que acontece é pra isso! E como consequência, ou os fatos mudam, ou ele não nos machuca mais.

É como ir ao dentista: ele não é mal nem cruel quando sentimos dor. É apenas necessário, porque se eu não for, como vou resolver? E quando entendemos que ele é alguém que vai me ajudar com minha dor, vou sem medo e me entrego, sabendo que quando passar pelo processo não preciso mais dele.

Por isso é sempre muito importante: esteja com você, tire momentos pra estar consigo mesmo, ore (não importa sua crença). Encontre tempo pra estar com estas consciências superiores e forças que nos ajudam: escute, sinta e confie! Alimente sua fé porque ela nos impulsiona, principalmente nos momentos mais difíceis!

2020 - o ano de exercitar a fé
Dicas para entrar em contato com guias e mentores espirituais

Como saber quando realmente estou sendo tocado por uma consciência superior, ou quando estou sendo enganado por uma força negativa?

2020 - o ano de exercitar a fé
Guias e mentores espirituais: quem são?

Sabe quando precisamos de algum conselho, uma orientação, ou de alguém que de alguma forma tenha mais conhecimento ou seja Read more

2020 - o ano de exercitar a fé

Comente!

Rolar para cima